Translate

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Que tal aprender um pouco mais sobre Jabuticabas?


A Casa do Produtor Rural - Esalq apresenta o primeiro, de uma série de vídeos, sobre o Cultivo de Jabuticaba. Nesta sexta-feira, 20 de julho, o tema é Introdução à Cultura, com a apresentação dos professores João Alexio Scarpare Filho e Simone Rodrigues da Silva, do Departamento de Proução Vegetal, da ESALQ/USP.
Em parte desse primeiro vídeo teremos o Adhemar Gomes da Silvaaqui do Frutas Raras , mostrando algumas das variedades de Jabuticabas cultivadas em nosso pomar, na cidade de Casa Branca - SP (Cidade que tem o título da Capital Estadual da Jabuticaba).
Acompanhe você também esse projeto tão bacana da Casa do Produtor Rural - Esalq sobre as Jabuticabas!

domingo, 15 de julho de 2018

Pitaya Amarela - Variedade Palora do Equador (Selenicereus megalanthus).
















A fruta escolhida de hoje é considerada por muitos colecionadores como a melhor e mais gostosa Pitaya, com frutos muito doces e de ótima pós-colheita.

Pitaya Amarela - Variedade Palora do Equador (Selenicereus megalanthus).
Arbusto suculento, epífito, levemente espinescente, escandente, originário do Equador.
Os frutos são bagas de superfície aureolada amarela, com um tufo de espinhos finos (gloquídeos) em casa auréola, que se desprendem facilmente quando maduros, com polpa suculenta, branca, de sabor bastante doce e muito apreciada.

Usos: de introdução recente no país, tem seu cultivo intensificado no país pelo potencial frutífero que apresenta; os frutos são consumidos in natura e já podem ser encontrados nos bons mercados hortifrutícolas.
Propagação: por estacas de segmentos de cladódios, por enxertia e por sementes.
Fotos: tiradas de nossos frutos na cidade de Casa Branca-SP.
Texto: Livro "Frutas no Brasil" (Harri Lorenzi e outros).

Contato: atendimentofrutasraras@gmail.com

domingo, 8 de julho de 2018

Morus nigra - Variedade Amora portuguesa





Morus nigra - Variedade Amora portuguesa.
Árvore de 7 - 12 metros de altura, nativa da Ásia.
Os frutos são drupas compostas ( infrutescências), de forma cilíndrica, negro-violáceos e rugosos, com sementes pequenas em sua parte mais periférica.
A variedade da amora portuguesa é muito produtiva e seus frutos são grandes e muito saborosos.

Usos: é uma frutífera muito cultivada nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, principalmente para a produção de folhas destinadas a criação do bicho-da-seda; os frutos são consumidos in natura ou na forma de geleias e doces.
Propagação: principalmente por estacas.
Fotos: tiradas em nosso pomar pessoal na cidade de Casa Branca- SP.
Texto: livro "Frutas no Brasil ( Harri Lorenzi e outros).